Manutenções da Eletrobras previnem ocorrências e melhoram o fornecimento de energia no Estado

5 de novembro de 2018

5 de novembro de 2018 Destaques,Notícias Williane dos Santos Sotero

Todos os dias da semana, técnicos da Eletrobras Distribuição Alagoas trabalham em cidades por todo o Estado realizando manutenção na rede elétrica, com o objetivo de prevenir ocorrências e melhorar continuamente o fornecimento. Os serviços incluem podas de árvores, lavagem de redes sujeitas à ação da maresia e substituição de componentes da rede. Durante os trabalhos, o fornecimento pode ser temporariamente interrompido. Por isso, a Eletrobras sempre divulga à população os horários e locais onde serão realizadas as manutenções.

A divulgação ocorre com até 72 horas de antecedência em jornal impresso de grande circulação e no site da Distribuidora, onde logo na página inicial, o cliente pode consultar o calendário de manutenção programada. Adicionalmente, a Eletrobras comunica também às prefeituras, às Câmaras dos Dirigentes Lojistas (CDL), à Federação do Comércio (Fecomércio) e ao trade turístico dos litorais norte e sul.

Em Maceió, os líderes comunitários cadastrados pela Empresa também são comunicados e, no interior, a Eletrobras divulga as manutenções para as rádios locais. Quando o desligamento programado atinge grandes localidades, como bairros e até cidades inteiras, a Distribuidora pode fazer a comunicação também pelas redes sociais.

“Para minimizar eventuais contratempos com o desligamento, priorizamos sempre os turnos da manhã e da tarde, com prazos fixos, geralmente de uma a seis horas de interrupção. Naturalmente nossa intenção é que os clientes fiquem o menor tempo possível sem energia, e por isto, trabalhamos para restabelecer o fornecimento antes do fim desses prazos”, declara Bruno Amaral, gerente de Manutenção da Eletrobras.

A programação dos serviços de manutenção é fundamental pela grande dimensão da rede da Distribuidora, que ultrapassa 42 mil quilômetros, e inclui ainda 40 subestações que atendem a mais de 1 milhão de clientes no Estado. A maior parte desta rede é aérea, sujeita às intempéries, interferências de terceiros e ao impacto de objetos, sendo preciso monitoramento contínuo sobre a necessidade de reparos e substituições de equipamentos, além de obras de ampliação do sistema, o que demanda manutenção constante.